Mestrado em Saúde Materno Infantil discute “metodologia e construção do conhecimento” Assessoria de Comunicação (ASSECOM)
01/04/2021

Um encontro virtual sobre “metodologia e a construção do conhecimento”, promovido pela disciplina de Método Científico, do Programa de Mestrado em Saúde Materno Infantil da Universidade Franciscana (UFN) ocorreu na sexta-feira, 19 de março. A proposta foi elaborada pelas professoras, doutoras Bianca Zimmermann e Rosiane Rangel, e contou com a participação da Doutora em Enfermagem, Deisa Salyse dos Reis Cabral Semedo, docente da Universidade de Cabo Verde (África).

A finalidade da conferência baseou-se em promover um momento de reflexão aos mestrandos acerca das suas práticas. Na reunião, o espaço foi dedicado para a professora Deisa, que elencou questões referentes à dificuldades e oportunidades experienciadas no processo de formação profissional, em seu país. A docente pontuou questões como: o método como ferramenta para investigação; a importância da pesquisa científica como caminho de crescimento e valorização profissional; e a prática baseada em evidências.

A pesquisadora ressaltou em seu discurso, que a metodologia é uma descoberta que discorre de forma horizontal, o que caracteriza uma ampla possibilidade de participação coletiva em sua construção. “A pesquisa é válida quando a comunidade consegue se utilizar dela. É de grande valia buscar a evidência, mas é extremamente necessário saber como lidar com as experiências oportunizadas”, frisou. Deisa destacou, igualmente, a importância de se falar em métodos, relacionando-o à construção do conhecimento científico: “Todas as atividades hoje exercidas no mundo globalizado estão associadas à pesquisa científica”.

Para as docentes Rosiane e Bianca, a fala de Deisa oportunizou novos olhares sobre como ocorrem as contribuições das pesquisas na qualificação profissional, bem como o reforço dos métodos aplicados que se fazem presentes nas atividades cotidianas de trabalho. Elas salientam que, a característica heterogênea da turma, no que tange às profissões ligadas às áreas da saúde e às suas vivências em diferentes cenários, tornam as discussões ainda mais enriquecedoras.

Por outro lado, os assuntos abordados na conferência geraram uma série de reflexões aos alunos presentes. O mestrando e médico pediatra, Pedro José Prá, destacou a dimensão da experiência na construção do conhecimento. Segundo ele, ainda há muitas atividades em que não se encontram registros de evidências, ou não estão de acordo com o cotidiano profissional. “Precisamos estar buscando o equilíbrio entre experiência e evidência, constantemente, a partir da realidade prática”, completou.

Por fim, buscou-se de maneira geral, proporcionar o entendimento acadêmico sobre o grau de aplicabilidade na prática da disciplina de Método Científico, referente ao mestrado de Saúde Materno Infantil da UFN.

Texto: Gianmarco de Vargas / Estagiário de Jornalismo
Imagens: Divulgação UFN / Mestrado Saúde Materno Infantil


divulgar@ufn.edu.br | 3220 1200 - Ramal 1296
Acesse - Comunicação