Filosofia realiza aula de encerramento do semestre com temática feminina Assessoria de Comunicação (ASSECOM)
05/12/2018

O Curso de Filosofia da Universidade Franciscana realiza, na noite desta quarta-feira, 5 de dezembro, uma aula de encerramento com temática voltada ao papel das mulheres no estudo filosófico. A atividade ocorre a partir das 19h, na sala 415 do prédio 4, no Conjunto III da UFN. 

A aula de encerramento foi organizada pela graduanda Amanda Pires Pedrozo, que revela ter sentido falta de falar e estudar mais sobre referências femininas dentro da filosofia.

Para a acadêmica, existem vários nomes que são muito importantes na atualidade, como Hannan Arendt e Simone de Beauvoir e, por isso, ela sugeriu e organizou a aula aberta, que será ministrada por duas mulheres para falar sobre a atuação e importância da mulher no campo da filosofia.

Participarão da aula a Profª. Drª. Mitieli Seixas da Silva com o tema “Silenciamentos”. Ela vai abordar a questão das mulheres na filosofia, apresentando nomes e exemplos de mulheres que, muito além do seu tempo, já falavam sobre questões como o feminismo e a igualdade de direitos.

Como é o caso de Olimpia De Gouges, que é conhecida hoje como a primeira mulher na história a exigir igualdade de direitos entre homens e mulheres na França, através da Declaração Universal do Direito Das Mulheres, de 1791.

A aula também contará com a presença da Profª Msª. Mônica Saldanha Dalcol, que vai falar sobre o tema “Autoria Feminina: uma forma de (re)existir”. A professora deve complementar a fala de Mitieli, trazendo o feminismo como uma forma de resistência. 

Mônica foi convidada a participar da aula de encerramento, pois suas pesquisas sobre a literatura feminina foram utilizadas como referência para o trabalho final de graduação de Amanda, responsável pela organização da aula. 

“Como organizadora do encontro, espero que os presentes gostem, participem, e que durante ela, o público reflita sobre a importância das mulheres na sociedade, pois este é um assunto que ainda precisa ser bastante debatido hoje”, ressalta Amanda.

Segundo Marcio Cenci, professor e coordenador do curso de Filosofia da UFN, ao longo da história da filosofia as mulheres conquistaram pouco espaço dentro da academia, em relação à construção de ideias, e que por isso são pouco trabalhadas em sala de aula. 

Mas o professor também ressalta que a partir um movimento mais recente de recuperação do pensamento feminino na história, hoje já são citados como referências nomes como o de Hannah Arendt, Simone de Beauvoir, Hildegarda De Bingen, Judite Butler, Edith Stein, Hipátia De Alexandria e Aspásia De Mileto.

A aula é aberta ao público e podem participar do encontro qualquer aluno que tenha interesse pelo tema.


Texto: Thayane Rodrigues / Estagiária Jornalismo


divulgar@unifra.br | 3220 1200 - Ramal 1296
Acesse - Comunicação