Docente da UFN se torna integrante do OBSERVARE, unidade de pesquisa científica da UAL Assessoria de Comunicação (ASSECOM)
27/12/2018

neste linkO docente da Universidade Franciscana, professor Marcos Palermo, do curso de Direito, teve sua adesão aceita ao final de novembro de 2018, na unidade de investigação OBSERVARE, que é um órgão de pesquisa da Universidade Autônoma de Lisboa (UAL), de Portugal. 

Criado em 1996, o Observatório de Relações Exteriores da Universidade Autônoma de Lisboa, surgiu como um centro de estudos em Relações Internacionais. E desde então, tem desenvolvido projetos de pesquisa científica, com destaque para as publicações do Anuário JANUS, e da revista científica JANUS.NET. Em 2010, após reestruturação, adotou a designação abreviada internacional de OBSERVARE, uma unidade orgânica da Cooperativa de Ensino Universitário (CEU) da UAL.

Marcos Pascotto Palermo é Mestre em Ciências Sociais e em Direito e, conheceu a UAL em 2013, através de uma visita do professor Dr. Filipe Vasconcelos Romão (veja foto abaixo), pesquisador que faz parte da direção do Grupo OBSERVARE, ao Brasil. A convite de Filipe, Marcos escreveu um artigo para o Anuário JANUS, que falava sobre federalismo e a paradiplomacia no Brasil, influenciado pelos estudos do pensamento político brasileiro, como os de Christian Edward Cyril Lynch (IESP /UERJ).

O professor também realizou duas visitas de cortesia à Universidade Autônoma de Lisboa, bem como participou de alguns eventos promovidos pela instituição. Palermo conta que foi muito bem recebido em Lisboa, e após essas visitas, recebeu o convite do professor Filipe Romão para fazer parte do OBSERVARE como investigador integrado. Em 26 de novembro de 2018, sua adesão foi aprovada.

“Para além da alegria de aderir a uma unidade de pesquisa de excelência, foi um chamamento à responsabilidade de estar representando a Universidade Franciscana, em um grupo que reúne pesquisadores de vários países, em especial, portugueses”, relata.

Palermo também está realizando um intercâmbio na Universidade de Lisboa como aluno do curso de História. Ele ingressou na licenciatura da UFN em 2017, com o intuito de unir os estudos que desenvolve nas áreas de Ciências Sociais e Direito.

Ele deve permanecer em Portugal até janeiro de 2019, através de mobilidade acadêmica internacional entre a Universidade Franciscana e a Universidade de Lisboa. Lá, Palermo está estudando História Medieval, em nível de graduação, e História do Brasil e História das Relações Internacionais e da Diplomacia Moderna, em nível de pós-graduação. Ele deve solicitar aproveitamento das disciplinas para a conclusão de seu curso na UFN. O professor também tem assistido aulas como aluno ouvinte do curso de pós-graduação em Direito. 

“A experiência tem sido ímpar, pois tenho conciliado a experiência de ser aluno de graduação com oportunidades profissionais, como docente. Além disso, as oportunidades de lazer e convívio social são variadas, pois se pode encontrar lugares e eventos interessantes, estabelecendo contato com pessoas de várias partes do mundo. Tais fatos, fazem-me pensar em retornar para um curso de doutorado, em breve, a fim de que possa melhorar minha atividade profissional na UFN. Agradeço aqui a oportunidade dada por meio da sua Assessoria de Cooperação Interinstitucional, das coordenações dos Cursos de História e de Direito e pelos colegas que me substituíram nas disciplinas que costumo lecionar”, afirma Palermo. 

Em função de seu intercâmbio e sua participação no OBSERVARE, Palermo leva o nome da Universidade Franciscana às instituições universitárias de Lisboa, sempre em contato com a Assessoria de Cooperação Interinstitucional. Em função disso, realizou-se uma visita de cortesia à Dra. Carolina Peralta, responsável pelo setor correlato da UAL, bem como ao professor Luis Tomé, coordenador científico do órgão de pesquisa. 

“Minha opinião é de que a UFN está no caminho certo ao fomentar este tipo de parceria, pela riqueza intelectual que gera e pela experiência pessoal que proporciona a discentes e docentes”, observa Palermo.


Texto: Thayane Rodrigues / Estagiária Jornalismo
Imagens: divulgação / arq. pessoal


divulgar@unifra.br | 3220 1200 - Ramal 1296
Acesse - Comunicação