Delegação de intercambistas da UFN visita universidades em Vancouver Assessoria de Comunicação (ASSECOM)
08/02/2019

A delegação da Universidade Franciscana que realiza um intercâmbio em Vancouver, no Canadá, visitou instituições de ensino superior locais, para conhecer as instalações e a realidade do sistema de ensino canadense. O grupo é composto por 27 membros, e conta com professores, técnico-administrativos, alunos e egressos da UFN. As visitas aconteceram na Vancouver Film School e na Douglas College.

O intercâmbio faz parte do Programa de Intercâmbio Linguístico-Cultural, promovido pela Assessoria de Cooperação Interinstitucional da IES. Além de conhecer as instalações, os cursos e a realidade do Ensino Superior canadense, a visita promoveu, também, a oportunidade de aproximação entre as instituições para firmar possíveis parcerias interinstitucionais.

Os professores Diego Carlos Zanella, Joana Lourenço e Carlos Alberto Badke, sugeriram a atividade e conduziram as visitas aos locais. Os responsáveis pela logística e realização do passeio foram a Assessoria de Cooperação Interinstitucional da UFN e o escritório de negócios do Consulado canadense de Porto Alegre.

A delegação conheceu a Vancouver Film School, que se destaca pelos seus programas que unem experiências em laboratório e práticas diversas voltadas para a área do audiovisual e jogos digitais, além das parcerias que passou a estabelecer. Uma delas é com o Youtube, com o qual mantém um programa de bolsas integrais para estudantes.

“A primeira impressão que tive durante a visita, é de que o mercado de trabalho está dentro da instituição, pois os alunos são formados segundo essas necessidades. Praticamente todos eles concluem os estudos já empregados. E muitos ex-alunos já trabalharam em grandes produções cinematográficas de Hollywood, como a Disney, Pixar e outros estúdios. O foco nas habilidades profissionais, a motivação e a dedicação dos alunos é um ponto importante a ser destacado”, observa o professor Diego Zanella.

Já a Douglas College é conhecida por ser a faculdade que recebe intercambistas de mais de 85 países diferentes, e atrai os estudantes devido às suas conexões com universidades por todo o Canadá. 

“Essa instituição é bastante nova, possui dois campi modernos, e recebe muitos estudantes estrangeiros que procuram uma primeira formação profissional ou a complementação de suas formações iniciais. Fomos muito bem recebidos e ficamos surpresos com o interesse deles em estabelecer uma parceria conosco, que seria a primeira com uma IES brasileira”, destaca Diego.

A próxima visita, que deve ocorrer durante essa semana, será na University of British Columbia (UBC), que é conhecida pelos investimentos na área de pesquisa. Um dos principais conjuntos da IES situa-se nas proximidades da cidade de Vancouver, e conta com 26% do corpo estudantil composto por estrangeiros.

“Nós professores e alunos, estamos aproveitando a imersão linguística e cultural em Vancouver para desenvolver a língua inglesa e conhecer os hábitos do povo canadense. A acomodação em uma casa de família também ajuda a praticar o inglês fora da sala de aula. O frio é intenso, mas, felizmente, todos os lugares internos têm aquecimento”, relata o assessor de cooperação da UFN, Rodrigo Jappe. 

O intercâmbio, que iniciou no dia 11 de janeiro, tem duração de 4 semanas, e faz parte do Programa de Intercâmbio Linguístico-Cultural, que lança editais anualmente e recebe inscrições através da empresa Egali Intercâmbio. A próxima edição do programa será em janeiro de 2020, com destino à cidade de Dublin, na Irlanda.

“A experiência está sendo maravilhosa. Em primeiro lugar, pelo respeito às pessoas que se vê por aqui. Não importa quem você é, ou o que veste, não importa a sua origem, raça, ou até mesmo a religião, você sempre é respeitado por todos. Algo que me surpreendeu positivamente aqui em Vancouver, e de modo geral, no Canadá todo, é o respeito que existe com os povos indígenas, aqui chamados de First Nations. Em muitos lugares existem monumentos em homenagens a eles. O Museu de Antropologia da University of British Columbia é um lugar fascinante para aprender sobre a cultura dos povos originários daqui”, avalia Diego.


Texto: Thayane Rodrigues / Estagiária Jornalismo
Imagens: divulgação / ACI UFN


divulgar@unifra.br | 3220 1200 - Ramal 1296
Acesse - Comunicação